O que é Absentismo?

O termo absentismo é usado para designar as ausências dos trabalhadores no processo de trabalho ou estudantes nas escolas, seja por falta ou atraso, devido a algum motivo interveniente.

O  absentismo pode ser causado por motivos pessoais ou organizacionais.

Falamos de motivos pessoais de absentismo  quando as causas dizem respeito à factores motivados pelos próprios funcionários, como por exemplo, doenças, atrasos de horários, problemas com transporte ou acidentes de trabalho.

Quando nos factores estão relacionados os aspectos inerentes à organização como falha na motivação dos participantes, acidentes causados por falta de supervisão adequada, condições de trabalho precárias, empobrecimento de tarefas, já falamos de absentismo por motivos organizacionais.

A organização como um todo tem uma grande responsabilidade para a redução do absentismo dos seus colaboradores e uma boa relação entre a empresa e os funcionários é de vital importância neste processo.

Sejam quais forem o motivos das faltas, pessoais ou organizacionais, estas deverão ser estudadas cuidadosamente para que o absentismo não se torne uma rotina dentro da organização.
Faltas ao trabalho é uma consequência humana, entretanto, o hábito de se ausentar é que tem de ser visto com mais atenção. Os líderes precisam de estar atentos para possíveis falhas no local de trabalho e devem manter um diálogo limpo e franco com todos os seus liderados, para a busca da melhoria contínua.

A equipa Jobartis deseja uma óptima semana laboral para os empreendedores e empregados e deseja boa sorte aos candidatos que procuram pelo primeiro emprego e não só…

1234931_10151816322722950_1043955574_n

Nova funcionalidade de perguntas aos candidatos

Caros Leitores,

Na Jobartis realizamos um seguimento constante das necessidades dos nossos candidatos e empregadores. Depois de muitas consultas com ambos grupos temos vindo desenvolver uma funcionalidade que coloca a nossa plataforma entre as mais avançadas tecnologicamente a nivel mundial. Esta funcionalidade não é outra que as “Perguntas aos candidatos”.

Com esta nova funcionalidade, os empregadores poderão agora fazer perguntas aos candidatos interessados em se candidatar a essa vaga directamente através do formulário de publicação de vaga. Assim, essas perguntas poderão ser abertas ou de escolha múltipla, obrigatórias ou opcionais sendo que o empregador poderá decidir se os candidatos devem responder a essas perguntas para poder se candidatar. Estas perguntas podem ser variadas e ser do tipo: Por que é que você acha que é a pessoa adequada para esta vaga? Ou, você tem formação em SAP?, etc.

Com esta funcionalidade, a Jobartis tem a certeza que o empregador irá optimizar o tempo que dedica às novas contratações pois poderá avaliar directamente certas competências dos candidatos. Por parte dos candidatos, agora poderão ter uma maior chance de mostrar as suas verdadeiras competências para essa vaga em questão pelo que aumentará a informação relevante que querem que o empregador saiba sobre vocês para melhorar as possibilidades de contratação.

Boa sorte na vossa pesquisa!

A Equipa Jobartis

Higiene e segurança no trabalho

Director RH

Saudações, caros leitores, por haver normas e procedimentos que merecem total atenção tanto por parte do empreendedor quanto por parte do empregado, a equipa Jobartis debruça-se hoje um pouco sobre este importante sistema que é a higiene e segurança no trabalho.

Do ponto de vista da Administração de Recursos Humanos, a saúde e a segurança dos empregados constituem uma das principais bases para a preservação da força de trabalho adequada.
De modo genérico, Higiene e Segurança do Trabalho compõem duas actividades intimamente relacionadas, no sentido de garantir condições pessoais e materiais de trabalho capazes de manter certo nível de saúde dos empregados.

Segundo o conceito emitido pela Organização Mundial de Saúde, a saúde é um estado completo de bem-estar físico, mental e social e que não consiste somente na ausência de doença ou de enfermidade.

A higiene do trabalho refere-se ao conjunto de normas e procedimentos que visa à protecção da integridade física e mental do trabalhador, preservando-o dos riscos de saúde inerentes às tarefas do cargo e ao ambiente físico onde são executadas.

Segurança e higiene do trabalho são actividades interligadas que repercutem directamente sobre a continuidade da produção e sobre a moral dos empregados.

Segurança do trabalho é o conjunto de medidas técnicas, educacionais, médicas e psicológicas, empregadas para prevenir acidentes, quer eliminando as condições inseguras do ambiente, quer instruindo ou convencendo as pessoas da implantação de práticas preventivas.

A actividade de Higiene do Trabalho no contexto da gestão de RH inclui uma série de normas e procedimentos, visando essencialmente, à protecção da saúde física e mental do empregado, procurando resguardá-lo dos riscos de saúde relacionados com o exercício de suas funções e com o ambiente físico onde o trabalho é executado.

Hoje a Higiene do Trabalho é vista como uma ciência do reconhecimento, avaliação e controle dos riscos à saúde, na empresa, visando à prevenção de doenças ocupacionais.

O que deve evitar numa entrevista de emprego.

Da mesma mesma forma que existem comportamentos que contribuem para o sucesso numa entrevista de emprego, há atitudes que automaticamente fazem com que percamos a chance de obter um novo ou o primeiro emprego. Não existe uma maneira pré concebida de garantir o sucesso  em sua entrevista pois estas variam. No entanto há comportamentos que se podem evitar e aumentar as probabilidades de sucesso.

A equipa Jobartis pesquisou e enumera 7 neste artigo:

1. O Atraso

Chegar atrasado a uma entrevista de emprego é meio caminho andado par o insucesso da mesma. Um atraso demonstra, mesmo antes da entrevista começar, que o candidato é desorganizado ou despreocupado.

Informar-se previamente da localização da empresa, a melhor forma de chegar e ir com tempo de antecedência são possíveis soluções. Caso aconteça um imprevisto e que esteja fora do controlo, é essencial avisar o quanto antes que poderá haver um atraso.

2. A Desinformação

Outro erro que deve ser evitado a todo o custo: mostrar um desconhecimento total da empresa onde vai.

Preparar-se nos dias antecedentes com visitas ao site, redes sociais da empresa, conhecer a sua missão, valores e pesquisar algumas notícias que já possam ter saído sobre a mesma funcionam a favor de si (candidato). Recolher algumas informações sobre o sector da empresa poderá ser também útil. Inútil é ir à entrevista sem conhecimento ou informação alguma.

3. Falar mal de antigos empregadores e colegas de trabalho

Falar de uma forma menos positiva de antigos colegas de trabalho e de empresas onde já trabalhou não deve fazer parte do discurso do candidato. Independentemente das suas más experiências, não são uma informação relevante para quem está a recrutar. Além de poder demonstrar que o candidato não tem, por hábito, boas relações com as equipas com quem trabalha.

4. Discurso pouco claro

É aceitável que os candidatos estejam nervosos num momento de entrevista. No entanto,  a insegurança e um discurso pouco claro e assertivo não ajudam no decorrer do processo. Para evitar “nervosos miudinhos” é possível preparar questões que sejam feitas – mas não devem ser decoradas respostas, mas sim ideias chaves a partilhar e demonstrar a maior naturalidade possível.

Devem ser evitadas respostas confusas a algumas questões mais sensíveis como por exemplo períodos de desemprego. Estas questões podem ser previamente antecipadas para serem respondidas de uma forma rápida e convincente.

5. Imagem Descuidada ou Exagerada

É habitual ouvirmos dizer “Não há uma segunda oportunidade para uma boa primeira impressão” e num contexto de entrevista de emprego esta ideia é para ser levada muito a sério. Cuidar da imagem (sem exageros) e vestir-se de forma adequada de acordo com a organização demonstra bom senso e é um primeiro passo para sentir-se seguro. Talvez numa entrevista para uma agência de publicidade não seja aconselhável levar um fato, mas o mesmo já não se aplica a uma entidade seguradora ou uma empresa de advogados.

6. Um Ego (demasiado) grande

Determinados candidatos poderão apresentar um currículo invejável às melhores empresas. No entanto o ego profissional deverá ficar sempre em segundo plano. Os recrutadores preferem profissionais que valorizam (e relembram) as conquistas e os projectos bem sucedidos em que o valor da equipa tenha sido o activo mais importante, mesmo que as capacidades profissionais e pessoais se tenham revelado decisivas.

7. A Mentira

A mentira não é aconselhável em qualquer tipo de contexto, muito menos numa entrevista de emprego. Não exagerar nas qualificações ou nos cargos exercidos é um deles. Facilmente poderá ser descoberta a mentira.

Outro elemento no qual é preferível não mentir é o domínio das línguas. O processo de recrutamento poderá incluir um teste ou uma parte da entrevista poderá ser feita nas línguas requeridas.

Boa sorte na busca de um novo ou do 1º Emprego,

Atenciosamente

A equipa Jobartis

Atitudes correctas a ter numa entrevista de emprego

shutterstock_135663092

A conversa é muito importante numa a entrevista de emprego, mas um dos pontos de igual relevância e que muito contribui para a aceitação ou não é a atitude comportamental antes e durante. Por isso a equipa Jobartis traz hoje algumas dicas de como se comportar durante uma entrevista de emprego.

1. INVISTA NO APERTO DE MÃOS

Certifique-se de que o seu aperto de mãos é firme. Nunca cumprimente alguém dando apenas os dedos. Isso faz com que a pessoa pense que tem algo a esconder. Um bom aperto de mãos passa segurança, torna-o uma pessoa mais confiável de maneira quase instantânea.

2. SENTE-SE CORRECTAMENTE

Já lhe deve cansar saber sobre a importância da postura correta para a sua saúde, mas, em uma entrevista de emprego, sentar-se da maneira certa pode garantir muito mais benefícios para si. Não fique curvado, isso vai faz com que pareça menor, amedrontado, fechado. Mantenha-se erecto, isso mostra uma postura corajosa, como se estivesse aberto a novos desafios.

3. MOSTRE AS MÃOS

Mostrar as mãos faz com que pareça aberto e mais facilmente abordável. Uma boa ideia, para não parecer deslocado, é apoiá-las em cima da mesa ou mesmo nos braços da cadeira onde estiver sentado. Lembre-se de agir normalmente, manter as mãos à mostra não é nada com que você precise se preocupar.

4. ESPELHE MOVIMENTOS

Pesquisas mostram que recrutadores e profissionais de RH contratam pessoas parecidas com eles mesmos. Portanto, use a sua linguagem corporal para ajudar nesse processo. Uma boa sugestão é espelhar os movimentos do seu recrutador, ou mesmo combinar os seus movimentos com os dele. Faça isso apenas no início da entrevista, para que ele se sinta confortável. E certifique-se de que você está sendo subtil.

5. MANTENHA OS PÉS NO CHÃO

Quando as coisas ficam difíceis, tende-se a perder o controle sobre os movimentos corporais e, involuntariamente, pode-se acabar mexendo demais ou congelando. Para superar esses momentos complicados da entrevista, uma boa dica é colocar os dois pés no chão de maneira firme. Isso ajuda o cérebro a usar os dois hemisférios – o lado racional e o criativo – de maneira equilibrada.

6. PREOCUPE-SE COM O FIM

Embora a primeira impressão seja muito importante, deve ter em mente que as pessoas também se lembrarão da última coisa que fizer ou dizer. Por isso, preocupe-se com o fim da entrevista. Conforme a conversa se encaminhar para o fim, certifique-se de manter as mãos livres para se despedir com um aperto de mãos firme e seguro. Isso passa confiança para as pessoas.

Como futuros profissionais podem aproveitar o LinkedIn

linkedin2

Ao contrário do que se pensa o LinkedIn não é útil apenas para profissionais licenciados, mas também para profissionais em formação e para universitários. No entanto, alguns estudantes sentem-se inseguros para criar uma conta no site justamente pela falta de experiência profissional. Veja abaixo as dicas para que estudantes “futuros profissionais” aproveitem ao máximo esta rede:

1 – CUIDE BEM DO SEU PERFIL

O LinkedIn será a sua representação online, portanto, deve ser feito da melhor forma possível. Para descobrir qual é, tente pensar como um recrutador e olhe criticamente para o seu perfil, procurando por erros de gramática e informações desactualizadas. Fique atento: não é porque está em formação que os entrevistadores relevarão erros graves.

2 – NETWORK

Tenha uma boa quantidade de pessoas no seu círculo – cerca de 100. Grande parte do network da vida profissional é construído durante a faculdade ou outras formações profissionais, provando que nunca é cedo para começar.

3 – APROVEITE OS GRUPOS

Entre em grupos que sejam do seu interesse e comunique-se neles. Muitos entrevistadores procuram por candidatos nesses meios, então aproveite-os!

4 – CUIDADO COM A SUA IMAGEM

Tome cuidado com a sua foto de perfil e com o que você fala no LinkedIn. Procure usar imagens simples e evite as famosas “selfies”, fotos com bebidas ou junto de amigos. O entrevistador quer saber quem você é, e, como diz o ditado, “a primeira impressão é a que fica”.

5 – ACTUALIZE SEMPRE QUE NECESSÁRIO

Mantenha o seu LinkedIn actualizado. Sendo estudante, provavelmente terá poucas experiências profissionais significativas, mas isso não é motivo para se acomodar: coloque cursos, trabalhos voluntários e projectos que está a desenvolver. É dessa forma que os recrutadores verão o seu potencial e seus pontos fortes, fazendo com que se destaque dos demais perfis.

Use os benefícios das novas tecnologias de informação à seu favor, um conselho Jobartis.

Uma rede que interliga profissionais

linkedin2

Já alguma vez viu ou ouviu falar de LinkedIn? Sabe para que serve ou como funciona esta rede (social) profissional? Confira abaixo tudo o que precisa saber para que se sinta tentado a frequentar o LinkedIn…

O que é o LinkedIn?

O LinkedIn é um site de negócios que possui o formato de uma rede de relacionamento. Motivo este que faz com que muitos se refiram ao LinkedIn como uma rede social. O site foi fundado em 2002, porém, o lançamento ocorreu no ano seguinte, em 2003, na Califórnia.

O principal objectivo do site é reunir profissionais, através de uma listagem abrangente ou mesmo detalhada de vários contactos, sendo pessoas ou empresas. Desta forma, permitindo a interactividade entre os profissionais.

Assim, quem prima por bons contactos empresariais ou mesmo pretende entrar na área empresarial, não pode ficar de fora desta rede social. Então, se pensa em procurar trabalho, o LinkedIn pode ser uma excelente alternativa, pois é uma óptima ferramenta para expor a sua imagem. Em uma listagem directa ou indirecta o pretendente a uma vaga no ramo empresarial poderá encontrar alguma bela oportunidade de emprego. Da mesma forma, as empresas estão atentas aos perfis dos profissionais existentes.

No LinkdeIn existem muitos benefícios no ramo profissional tanto para quem procura uma vaga de emprego ou mesmo para quem está a procura de um profissional. Por exemplo, para quem quer ingressar ao mercado de trabalho, o LInkedIn é uma óptima oportunidade para expor o seu currículo, através do seu perfil. Além da exposição, ganha pontos no quesito de comunicação, pois os empregadores vão perceber que está atento à novas tecnologias e meios de comunicação existentes.

Para aqueles que já possuem suas empresas, a rede social é uma forma rápida de pesquisa e agrupamento de contactos e trocas de informações. Além de, caso queira contratar algum profissional, haverá uma boa gama de informações e contactos referentes ao futuro profissional a ser contratado.

Aproveite a oportunidade, cadastre-se no LinkedIn, aumente as suas chances de conseguir um emprego ou de recrutar um bom profissional para a sua empresa. E seja um seguidor da Jobartis no LinkedIn também, através da ligação: http://www.linkedin.com/company/jobartis

Os melhores cumprimentos,

A equipa Jobartis.